UFRN promove a 1ª edição do Curva do Rio

0
98
Foto: Reprodução

Por Priscila Lima

O ‘Núcleo Mareia’, vinculado ao Departamento de Comunicação Social (Decom) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promove, entre os dias 01 e 05 de outubro, a primeira edição do Curva do Rio – Festival de Cinema Universitário Nacional. Idealizado pelo professor Carlos Segundo, o núcleo atua nos eixos de pesquisa, formação, ensino, realização e exibição de audiovisual em Natal/RN. O evento que inicia nessa segunda é aberto a todo o público.  

Por meio de oficinas, debates e apresentações de curtas-metragens o festival Curva do Rio irá promover o diálogo entre realizadores universitários do Brasil, tendo como principal foco as produções artísticas que transpõem e imergem no domínio da invenção e da fabulação.

Silvio Guedes, um dos organizadores do festival, falou sobre o objetivo do evento. “Queremos enfatizar um cinema de caráter mais sensorial, experimental, que se distancie da narrativa e cronologia clássica do cinema comercial e de entretenimento. Buscamos explorar as potencialidades do cinema enquanto arte e linguagem.”, explicou. “Nós também pretendemos, a cada edição do festival, homenagear um realizador ou egresso de alguma universidade”, completou Guedes.  

O homenageado nessa primeira edição do festival é o jovem cineasta maranhense Lucas Sá. Lucas estudou cinema na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), produziu, dirigiu e roteirizou os filmes “O Membro Decaído” (2012), “Ruído Branco” (2013), “No Interior da Minha Mãe” (2013), “Nua por Dentro do Couro” (2014), “Balada para os Mortos” (2016) e o videoclipe “B.O.Y” (2017). Seus filmes estiveram nas seleções de festivais como: Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse, Festival Internacional de Cinema de Guanajuato, PiFan – Puchon Fantasc Film Festival, Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira, Janela de Cinema de Recife, Festival de Curtas de São Paulo, Mostra de Tiradentes, entre outros. Organizou a mostra FRISSON – Panorama de Cinema de Pelotas e, atualmente, é curador e diretor criativo da Mostra Novo Cinema Maranhense e Mostra Internacional de Cinema de São Luís.

Oficinas

As manhãs do Curva do Rio serão direcionadas às oficinas. Nos dias 01 e 02 será ministrada a oficina de Audiovisual e Teatro, pelo produtor e diretor Pedro Fiuza, com o objetivo de apresentar caminhos e diálogos possíveis entre o audiovisual e o teatro, ficção e documentário, corpo ausente e a imagem presente.

Já nos dias 04 e 05 será realizada a oficina de Audiovisual e Dança, ministrada pela bacharela em Comunicação e Artes do Corpo pela PUC-SP, Rita Cavassana. Entre os temas abordados será possível refletir sobre processos criativos de artistas latino-americanos dedicados a investigar poéticas corporais por meio de vídeos, e as relações possíveis entre as diferentes linguagens artísticas.

 

Programação de filmes

Os turnos vespertino e noturno da programação serão destinados à apresentação de curtas-metragens. Acompanhe a lista de filmes selecionados para o festival.

Programa nacional 01:

– A rua das casas surdas,

– Luto,

– Afronte,

– Viajo Sola,

– 8patas

-Ouroboros.

Programa nacional 02:

– Cana

– Autofagia

– Manufatura

– Rota Borboleta

– Pele Suja Minha Carne

– Pedacinho do Céu

 

Programa Nacional 03:

– Para Todo o Sempre

– Mira

– Astronauta

– Solito

– Ressonância

– Convite Vermelho

 

Programa Curva do Rio:

– Mercadoria

– Oceano

– Vidas Cinzas

– Alice

–  Como Largar de Palhaçada

– Banco Brecht

– Imaterial

 

Programa Regional

– (In)sustentável

– Urbana Carne

–  O Branco dos Meus Olhos

– Tempo

– Profanação

– Eu Tô na Rua

– Felizcidade

– A Coisa do Fogo
Para mais informações sobre o evento, acesse o www.curvadorio.com

 ou as redes sociais do evento: Curva do Rio I Festival de Cinema Universitário (Facebook), @curvadoriofestival (Instagram)